Recomendação: 5 músicas da Madonna

Ir em baixo

Recomendação: 5 músicas da Madonna

Mensagem por Tarin em Ter 28 Ago 2018, 22:19

Como uma comemoração do aniversário de 60 anos da Madonna (que na verdade foi mês passado, eu acho? Ahaha!), queria compartilhar uma lista de 5 das minhas músicas preferidas da carreira dela. Eu não sou super fã, mas provavelmente já ouvi uns 70% da discografia dela(que é ENORME), incluindo a maioria das músicas mais populares.

Mesmo ela tendo sido uma artista tão popular, acho que muita gente hoje em dia não conhece muito da música que ela fez e faz. Até mesmo porque ela evoluiu a música dela dentro do molde de muitos gêneros diversos, embora nunca tenha saído do que eu classificaria como pop. Então não acabou ficando uma música ou estilo definitivo que as pessoas associam imediatamente com ela, como com outros artistas. Mas outra razão é porque a carreira e imagem dela sempre foram muito definidas por guerra e atrito com a mídia e os valores da sociedade americana. Eu conheci a carreira da Madonna através da internet, então tive uma visão bem diferente de quem vivenciou ela quando foi um fenômeno cultural.


Burning Up - 1982
Essa música passa por tudo que eu tenho guardado no cérebro como "referências dos anos 80". Foi lançada em 1982, afinal. E foi uma música lançada logo antes de ela ter explodido no mundo da música, com Holiday do mesmo álbum. Eu acho essa música extremamente divertida, ahaha. As letras são tão cheias de confiança, especialmente cantadas pela voz da Madonna. A Madonna que aparece aqui nunca realmente mudou, eu acho. Mas as outras músicas aqui já vieram de um nível de maturidade maior, de uma Madonna que já era "A" Madonna, e já conhecia o mundo e como ele iria tratá-la. Aqui, tem uma energia jovial rebelde que é imensamente contagiante. "I'm on fire!"




Deeper and Deeper - 1992
Vogue com certeza é mais popular, mas essa é outra música feita como ode à energia e ao poder de se deixar levar pela música e dança. Ela tem um nível de exuberância e intensidade que é intoxicante. Já vi opiniões de que essa música foi cantada do ponto de vista de um homem gay, embora isso não tenha sido confirmado pela própria Madonna, até onde eu saiba. Mas com certeza as letras dela acabaram retratando a experiência complexa que os clubes e a vida noturna representaram, especialmente pra comunidade LGBT, de escapada e liberdade, fuga de uma inevitável vida cotidiana cinzenta de máscaras. Eu amo o clipe, principalmente a cena final dos balões brancos voando no céu...




Human Nature - 1995
Ok, pra essa aqui precisa do contexto. Depois do sucesso estrondoso da Madonna nos anos 80, ela continuou evoluindo a imagem dela testando os limites da mídia contra o choque de ver a imagem de uma mulher sexualmente livre e utilizando sua sexualidade em sua arte. Até que chegou um ponto que o tal do público geral decidiu que ela tinha ido longe demais, e a popularidade dela caiu notavelmente, com as vendas do quinto álbum dela, "Erotica" ficando bem abaixo das dos anteriores. Ela saiu um pouco dos holofotes, mas depois de um tempo, ela voltou com uma imagem e músicas muito mais suaves, até com uns flertes com Hollywood no filme Evita. Ela tinha aprendido a lição! Até que...



O clipe de Human Nature é um dos maiores "Vá se foder!" mandados pra mídia que eu já vi. A música não tem nenhum eufemismo, com a Madonna batendo de frente com as críticas que recebeu e jogando de volta toda a frustração que ela sentiu na situação friamente, com um sarcasmo afiado. O melhor são os sussurros de "Express yourself, don't repress yourself"(lembra aquela música que vocês gostavam, seus hipócritas?) no fundo. "I'm not your bitch, don't hang your shit on me" é pessoalmente, uma das minhas letras preferidas pra cantar mentalmente na rua ou em situações cotidianas aleatorias~



Nothing Really Matters - 1998
Essa música é um dance mais melancólico, mais complexo. Chorar na balada é um tema eternamente sedutor pro pop, e eu sempre aprecio a mistura de emoções mais profundas com uma batida que te faz querer dançar. As letras dessa música são bem bonitas e positivas, mas a sobreposição delas com a batida dá uma sensação... Tristefeliz. Essa é mais ambígua em gênero, com uma introdução só com vocais e uns sintetizadores ambiente no fundo, que transiciona pra uma batida house no meio. Visualmente, essa música veio da era "Gueixa" da Madonna, que durou por algumas músicas na transição do século. O clipe é bem divertido, mas como será que seria recebido hoje em dia? Hehe.




Don't Tell Me - 2000
Essa veio do álbum no qual a Madonna experimentou com... Gasp! Country! Não conheço o suficiente dessa época pra dizer quem "começou" com o Country-Eletrônica, mas tenho quase certeza de que a Madonna foi quem levou isso pro destaque no pop(pra ressurgir um tempo depois...). A estrutura e a energia das músicas ainda eram definitivamente firmadas na música dance/eletrônica mais familiar pra ela na época, mas vinham com uma embalagem meio Folk que foi recebida como uma novidade bem sucedida. Eu acho essa música excelente. Com as as interrupções que parecem um glitch no violão, a melodia e vocais suaves e com entonações Country, os vocais eletrônicos manipulados e os violinos cinemáticos no fundo, essa música atravessa gêneros de um jeito que no papel pareceria dar até repulsa, mas que no resultado final ficou incrível.

_________________


            
ProjetosMúsica
GitHubSoundCloud
avatar
Tarin
Admin

Mensagens : 117
Data de inscrição : 14/04/2015
Idade : 23
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum